Seu site está preparado para LGPD? É hora de se adequar.

Estamos entrando em uma nova era para o comércio, principalmente o eletrônico.

Seu site está preparado para LGPD? É hora de se adequar.

Nesse artigo vamos falar sobre o LGPD e a importância de ajustar o seu site para esse novo momento:

1. O que significa LGPD?
2. Quais empresas precisam se adequar a LGPD?
3. O que são cookies e para que servem?
4. Quais são os benefícios para usuários de internet com a LGPD?
5. Quais são os benefícios para empresas de internet com a LGPD?
6. Qual será a multa para quem descumprir o LGPD?
7. Quem fará a fiscalização da LGPD?
8. Como ajusto o meu site institucional ou loja virtual para a LGPD?
9. 5 dicas importantes LGPD.
 

Tempo médio de leitura desse artigo: 8min 46sec


 

O que é a LGPD?

LGPD quer dizer Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, tendo como principal objetivo garantir mais segurança, privacidade e transparência no uso de informações pessoais. Criada em 2018 e prevista para entrar em vigor em agosto desse de 2020, foi adiada para maio de 2021, após o Governo editar o pagamento do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.

A LGPD demanda que empresas e órgãos públicos mudem a forma de coletar, armazenar e usar os dados das pessoas. Essa não é uma lei nova no mundo, foi inspirada no GPDR (Regulamento Geral da Proteção de Dados da União Europeia) criado na Europa em 2018.

Todas as empresas, independe do porte – PMEs (Pequenas e Médias Empresas) ou de grande porte – ou do setor, terão que ajustar as ações atuais com relação ao gerenciamento das informações pessoais para se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados.

Nós da Cabeça Criativa, especialistas em lojas virtuais e sites institucionais, estamos dando assessoria aos nossos clientes, explicando da necessidade e como preparar os sites para se adequar a LGPD. Todo site é uma empresa virtual e armazena dados através de Cookies que criam registros para campanhas de anúncios, medir o tráfego, criar registros e para diversas outras funções. Outros dados considerados pela LGPD: número de documentos, origem racial ou étnica, filiação à organizações políticas ou religiosas, informações genéticas e de biometria ou de orientação sexual. São informações pessoais e que anterior a lei podiam ser coletadas de diversas maneiras.

Agora os usuários deverão ter o livre arbítrio de escolher e aceitar os Cookies que o site por lei, deverá exibir de forma transparente e deixar bloquear até a liberação.

Quais são os benefícios para usuários de internet com a LGPD?

Com a LGPD o usuário se sentirá mais seguro, podendo obter informações mais amplas da empresa e sobre os cookies que utilizam. Continuar navegando no site e aceitar a Política de Privacidade será uma decisão individual.




Quais são os benefícios para empresas de internet com a LGPD?

Estamos falando de um relacionamento, onde a empresa que oferece serviços ou vende produtos através de uma loja virtual, deve oferecer uma experiência única de navegabilidade e usabilidade com segurança aos seus usuários.

Ser transparente e manter o diálogo em um relacionamento é tudo e isso deve acontecer entre empresa e cliente, também. É um sinal de respeito.

Muitas empresas já estão se adaptando ao LGPD, mesmo antes de ter a lei ativa, isso demonstra que a empresa se preocupa com o usuário, não tem nada a esconder e que está alinhada ao novo pensamento.

Qual será a multa para quem descumprir o LGPD?

A LGPD não veio para brincar e quem descumprir a lei pode ser multado em R$ 50 milhões por infração ou em até 2% do faturamento.

Quem fará a fiscalização da LGPD?

A fiscalização será realizada pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).




5 dicas importantes para LGPD:

1. Entenda o que é o LGPD e como irá influenciar no seu modelo de negócios.
2. Caso possua um site institucional ou loja virtual não espere o juiz apitar o final do jogo, comece a agir e faça as adequações necessárias para LGPD, será bom para o seu relacionamento com o cliente e ganhará tempo. Quem deixar para depois, terá dificuldades de encontrar profissionais qualificados com tempo livre e ficará aguardando na fila.
3. Compreenda as penalidades da LGPD.
4. Não fique chorando e se lamentando, compreenda que LGPD é uma nova lei para um novo momento e todos, sem exceção, terão que se ajustar.
5. Não culpe ou critique o seu profissional de web, quem criou e aprovou a lei LGPD foi o Governo e não ele.

Como ajusto o meu site para LGPD?

Agora que você pode compreender do que se trata a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e como pode melhorar a experiência do cliente em seu site sem sofrer sérias consequências punitivas, chegou a hora de buscar pela ajuda de um profissional qualificado.

Quando falamos de sites institucionais e lojas virtuais não se trata apenas de colocar um botão ACEITAR e pronto, nesse caso da LGPD o buraco é mais embaixo, será necessário manter o site todo atualizado, bloquear e liberar os Cookies, registrar o IP do usuário, realizar testes de rotina, entre outros detalhes técnicos que fazem toda a diferença.

Entre em contato com o time da Cabeça Criativa e converse com alguém da equipe pelo e-mail [email protected] ou tel +55 11 3843-8201.

A partir de novembro de 2020 todos os sites institucionais e lojas virtuais desenvolvidos pela Cabeça Criativa estarão adequados a LGPD.

Desejo sucesso.




 


 

Confira também:

– Por que investir em uma Loja Virtual? Confira 12 motivos.

– Websites Responsivos. Confira aqui as mudanças no Google para pesquisas móveis.

– 16 dicas de marketing em tempos de crise. Confira!

– Saiba como um bom design (online e offline) pode ajudar a vender mais

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Junte-se a nossa comunidade e receba dicas e artigos sobre o mundo do MKT
WhatsApp chat